Lidar com o stress

O processo continua

Posted on: Janeiro 20, 2010

.

Desacelerar é, agora, um pouco mais complicado. Parece que passei dos 0 aos 100km em 4 segundos (como uns carros de uma marca famosa).

Por acaso, hoje iniciei uma nova técnica neste processo de viver, em vez de deixar o tempo passar enquanto estou viva.

Apontar

Ao longo do dia ocorrem-me muitos pensamentos. Coisas para fazer, sítios para ir (porque é preciso ou porque gostaria),  até coisas para comprar no supermercado.

Mas, por um motivo ou outro, esqueço-me. Sei que pensei algo bom ou necessário mas não consigo lembrar-me.

Decidi combater isso apontando.

  

Não são bem desejos ou quereres

 

São aqueles pensamentos que ocorrem sem que percebamos porquê, mas parecem fazer sentido. Como que um “acesso relâmpago ao subconsciente”.

E o problema é o subconsciente. O período de acesso é curto. Se não apontar, o pensamento volta ao subconsciente e eu passo o dia com a sensação que “Parece que está a faltar qualquer coisa…”

Mas não são coisas que têm necessariamente que ser feitas. É mais como um banco de ideias.

Como oriento as notas

Neste momento tenho uma folha A4 dobrada em quatro e uma caneta ao lado do computador. Quando sair de casa, vou pô-los na carteira.

Tenho 8 espaços para apontar e para cada um vou atribuir um título conforme os pensamentos forem surgindo.

Neste momento só tenho dois. Chamam-se “Coisas”  e “A fazer”. São coisas que gostaria de ter e fazer mas que por um motivo ou outro ainda não tenho, nem fiz.

É menos materialista do que parece

Nas “Coisas” está:  – lixadora de madeira eléctrica (não tentem perceber)

No “A fazer” está: – Arrumar a arrecadação

                                 – Fazer o porta-revistas com caixa de cereais

                                 – Fazer o separador de meias para a gaveta com caixa de cereais

As coisas no “A fazer” andam na minha cabeça há mais de um ano! Lembro-me de vez em quando porque sei que tenho que fazer. Imagine o “peso” que está a fazer na minha consciência…

Agora que está na lista, não vou esquecer. No primeiro tempo morto (folga), só tenho de decidir por qual começar.

 

Os outros títulos

 

Quando tiver títulos para os 8 pedaços de papel, venho cá dar-lhe conhecimento dos mesmos.

Se criar a sua folha com títulos diferentes, diga-me quais são. Gostaria mesmo de saber.

 

Preciso de…

Quero 

2 Respostas to "O processo continua"

Obrigada por ter passado pelo meu blog e pelo que gosto de fazer. Entretanto, estou a conhecer e tentar entender o seu.

Susana

Olá Kida. Acho piada teres falado disto… eu já algum tempo que comprei um pequeno caderninho que está sempre comigo onde aponto a mais diversas coisas. Não o dividi em categorias como tu, mas o género de coisas que aponto são : lugares que quero ir ( sejam lojas escondidas, com curiosidades, com livros raros, com decoração que gostei e não me quero esquecer) pesquisas a fazer na internet, isto porque normalmente quando não estou à frente do computador lembro-me sempre de milhares de coisas que quero pesquisar e depois quanto tenho tempo parece que se eclipsam por completo. O género de pesquisas vai desde actores, a lugares, a curiosidades, novas receitas de cozinha ( agora que ando numa de nao comer carne tenho de andar a pesquisar o que a pode substituir) beijos!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: